sexta-feira, 21 de maio de 2010

No aeroporto

Incrível como certas coisas acontecem - sem combinar nada, encontro o Alexandre Lima, primo querido, que vai no mesmo vôo. E ainda terei oportunidade de me despedir do amigo Marcos Castello, que vai embora de Belém, morar em Santarém.
Na mala, pequenas coisas para a Elis Marchioni, Jane Murback, Maick, Gustavo Viana e Brito Neto - seis litros de tucupi, um quilo de camarão, dois litros de farinha de tapioca, um quilo de doce de cupuaçu, maços de jambu e chicória, pimenta de cheiro, bombons de cupuaçu, bacuri e castanha, cheiro do Pará, mel de abelha de Curuçá, pupunhas e um quilo de castanha do Pará.
Bem certo que quase tudo isso é para a Elis, a única que me fez pedidos, dona quase que única do isopor de 37 litros que levamos. Mas se alguém quiser os quitutes, está convidado para o café da manhã nesta sexta-feira, dia 21 de maio, na casa da Elis (estou convidando todo mundo, viu Elis?).
É isso!
Depois mandamos notícias mais quentinhas.

3 comentários:

Jane Murback disse...

Ô deglícia!
Não vejo a hora de vê-los.
Bjo

Anônimo disse...

vou pesquisar sobre o LCD e te falo.

Aproveitem e substituam as recentes emoções por novas e melhores.

W

Tanto disse...

Obrigado, Janinha,
Obrigado, W.